search

Remodelações no Simespi

17 de janeiro de 2019


Remodelações no Simespi pretendem melhorar estrutura para associadas e ampliar atendimento

 

Sempre buscando servir cada vez melhor as empresas associadas, o Simespi está remodelando sua estrutura, adequando o prédio aos novos moldes sustentáveis e acessíveis para poder atender um público maior e mais diversificado. A previsão é que o novo prédio seja entregue em julho deste ano.

 

 

Piso superior garantirá mais espaço para novas áreas de treinamento

 

Pensando em oferecer mais capacitações, eventos e cursos, o primeiro ponto da reforma foi a ampliação do espaço. Antes, a entidade patronal contava com uma sala de treinamento (capacidade para 35 pessoas) e um auditório (150 lugares). Após a reforma, serão duas salas que acomodarão 50 pessoas cada. Com a remodelação, as empresas associadas passarão a contar com duas salas para 50 pessoas. O auditório revitalizado, terá isolamento acústico, área gourmet e 130 cadeiras elevadas com prancheta. As áreas de capacitação são climatizadas e contam com retroprojetor, flipchart, quadro branco, som, TV, vídeo e DVD.

 

Novo auditório terá isolamento acústico e 130 cadeiras elevadas com prancheta

 

Uma das novidades é a área de estacionamento, que vai gerar comodidade e segurança aos convidados, além da nova recepção para melhor recebê-los. Uma caixa d´água com maior capacidade também foi instalada. O prédio do foi inteiramente concebido a partir das normais de acessibilidade – inclusive, um elevador foi instalado para garantir o acesso de todos ao piso superior.

 

Visitantes terão comodidade de novo estacionamento

 

Envolvido constantemente nas causas sustentáveis, o Simespi não poderia deixar de tornar sua nova sede eco-friendly. Está sendo construída uma cisterna, reservatório que capta água da chuva e a armazena para uso doméstico geral. Por não ser considerada potável, essa água não é adequada para consumo, mas pode ser utilizada na lavagem de calçadas, estacionamento, roupas e vaso sanitário. Além de ser uma ecológica maneira de reutilizar preciosos recursos hídricos, a cisterna também diminui a conta de água em até 50%. Também está sendo desenvolvido um muro verde, parede completamente coberta com vegetação que inclui um meio de crescimento, como o solo ou um substrato.

 

Cisterna para captação da água da chuva: projeto sustentável

 

De acordo com o presidente do Simespi, Roberto Chamma, a remodelação do prédio é uma demanda que já existia e o projeto está em andamento desde o final de 2018. “Estamos recebendo um público cada vez maior em nossos eventos e pretendemos oferecer ainda mais cursos e palestras em 2019. Afinal, para catalisar o desenvolvimento do setor industrial, tornando-o competitivo, é imprescindível que as empresas e seus colaboradores estejam atualizados. Porém, precisávamos de uma estrutura adequada. Tanto a reforma quanto as demais ações que realizamos têm sempre como objetivo atender melhor as associadas e, consequentemente, desenvolver a economia da região”, afirma.

 

Área maior permitirá a realização de mais eventos para associadas 

 

 

 

Assessoria de Imprensa Simespi

Equipe Engenho da Notícia

Simespi  (19) 3417-8600

Ana Carolina Miotto (9.9649-3339 / comunica@simespi.com.br)

Luciane Anhão (9.9789-5418 / luciane@engenhodanoticia.com.br)

Marcelo Basso (9.9747-5586 / marcelo@engenhodanoticia.com.br)