search

Palavra do Presidente

Discurso de posse, 27 de janeiro de 2020. 

 

Gostaria de iniciar agradecendo a presença de todos neste dia especial e histórico para o Simespi, quando oficialmente vamos empossar os integrantes da diretoria que atuará no triênio 2020-2022.

 

Agradeço a confiança por ter sido escolhido para ser novamente o comandante deste navio chamado Simespi que dia 03 de julho completará 29 anos!

 

Agradeço também a compreensão e apoio da minha família, em especial, da minha esposa que compreenderam este momento da minha vida.

 

Como vocês puderam observar em nosso vídeo institucional, o simespi surgiu por uma necessidade que era a negociação salarial, ou seja, a convenção coletiva local.

 

Com o passar do tempo, foram surgindo novas demandas do nosso setor. As mudanças no próprio perfil econômico da cidade demandaram novas ações, tanto para o desenvolvimento do segmento metal-mecânico quanto para a proteção aos nossos associados.

 

Eis alguns assuntos desafiadores…

 

A reforma trabalhista, por exemplo, trouxe alguns desafios. Uma parte da nossa receita, que é a contribuição sindical patronal, passou a ser facultativa, atribuindo às empresas a opção do recolhimento ou não. Felizmente e entendo que por conta do trabalho realizado pelo simespi em todos esses anos, tivemos a confirmação da confiança das empresas, que continuam optando pela contribuição. Aproveito para comentar que as empresas que quiserem ainda podem contribuir até sexta-feira, dia 31. Podem ligar aqui no Simespi e falar com a lina que ela vai te ajudar no que for preciso.

 

Temos uma reforma da previdência, que ainda não sabemos que impacto terá no nosso dia-a-dia.

 

Existe um movimento muito grande e antigo para que se concretize a reforma tributária. Esperamos que ela ocorra, mesmo tendo a real noção de não redução da carga tributária. Entendo que se a simplificação acontecer, já teremos ganhos para as empresas. E que fique bem claro, o empresário não é contra os tributos e, sim, com a falta de transparência em sua real aplicação, ou seja, na sua devolução para a sociedade. Lembrando que temos ainda a questão do custo do dinheiro, que penaliza mais até que a própria carga tributária que pesa mais para os médios e pequenos.

 

Outro ponto importante é o avanço tecnológico, que está mais ágil do que a geração de empregos.

 

Diante de todos esses desafios, reforço a necessidade das empresas participarem de entidades empresariais sempre com o objetivo de traçar parcerias em busca de melhores soluções para o desenvolvimento e sobrevivência empresarial.

 

Como disse no início, volto á presidência do Simespi com muita disposição para promover novas ações, oferecer novos serviços, estabelecer estratégias para auxiliar os empresários – sejam pequenos, médios ou grandes. Esse é o nosso espaço para se poder discutir, criar e reivindicar as melhorias para o nosso setor.

 

Ao meu lado, conto com diretores, equipes de apoios e grupos técnicos dispostos a pensarem e desenvolverem as melhores soluções para a realidade das nossas empresas associadas.

 

Hoje, nesta solenidade, falo por mim e por esse grupo: estamos dispostos aos desafios e faremos o que estiver ao nosso alcance para auxiliar as empresas a crescerem, conquistando mercados, aumentando a produtividade, gerando postos de trabalho e conseguindo prosperar.

 

Mais um agradecimento especial para a equipe interna do simespi que, juntamente com o pessoal da comunicação “engenho da notícia”, organizaram este evento da posse.

 

Euclides Libardi, presidente do Simespi