search

Simespi compartilha importantes informações de linha de crédito para micro e pequenas empresas da Caixa

9 de abril de 2020


A Caixa Econômica Federal está disponibilizando linhas de crédito para micro e pequenas empresas, além da possibilidade de pagar o financiamento em até 36 meses com taxa de juros de 3,75%.

Para aderir a modalidade leia com atenção o texto abaixo, elaborado pela própria Caixa contendo as devidas orientações.

A CAIXA, preocupada com os efeitos do coronavírus na economia e em parceria com o governo federal, vem anunciando uma série de medidas de estimulo à economia. Agora, Micro e Pequenas empresas (MPEs) que não tiverem recurso para pagar o salário do trabalhador, poderão buscar uma linha de financiamento especial na CAIXA com juros mais baixos.

As Micro e Pequenas Empresas (MPE) também já podem buscar junto à CAIXA nova linha de crédito para colocar a sua folha de pagamento em dia. O financiamento poderá ser pago em 36 meses (carência de 6 meses e 30 parcelas), e taxa de juros de 3,75% a.a. Poderão aderir à modalidade as empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões.

“A CAIXA está ao lado das Micro e Pequenas Empresas. É nossa missão ajuda-las neste momento difícil, criando linhas de financiamento, diminuindo taxas de juros, oferecendo pausa nos empréstimos. Nossas medidas são dinâmicas e se necessário, a CAIXA lançará novas medidas. Faremos o que for possível para garantir a empregabilidade dos trabalhadores e as empresas vivas”, ponderou o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães.

A medida faz parte do pacote de benefícios da CAIXA contra os efeitos do novo coronavírus (COVID-19). A CAIXA também prorrogou a pausa dos financiamentos de 60 para 90 dias, reduziu Taxas de Juros, anunciou Financiamento a Estados e Municípios e suspensão do Recolhimento do FGTS. Deste montante, a CAIXA, que é parceira das Micro e Pequenas Empresas. aportou novos recursos para capital de giro (R$ 60 bilhões) e compra de carteiras (R$ 40 bilhões).

cid:image003.jpg@01D609BD.686F93A0

 

Nova linha de crédito MPE – A linha de crédito emergencial faz parte das medidas anunciadas pelo Governo Federal contra os efeitos do novo coronavírus. Para contratar, basta a Micro e Pequena Empresa ter condições de crédito em dia e folha de pagamento com a CAIXA. Novos clientes que trouxerem a folha de pagamento para a Instituição também poderão utilizar a linha de crédito.

Segundo as regras anunciadas pelo Banco Central, o financiamento da folha de pagamento das empresas será limitado a dois salários mínimos (até R$ 2.090,00) por empregado, permanecendo o restante, se houver, a cargo da empresa. Os recursos serão depositados diretamente na conta dos trabalhadores. A empresa que tomar o financiamento não poderá demitir, por dois meses, os empregados com salários financiados. Para solicitar a linha basta acessar o site www.caixa.gov.br/caixacomsuaempresa e realizar o pré-cadastro.

Pausa – Outra medida anunciada para as Micro e Pequenas Empresas é a possibilidade de pausa por até 90 dias ao cliente PJ que tiver o Giro CAIXA Fácil e Crédito Especial Empresa. A solicitação pode ser realizada por meio do portal da CAIXA.

Ações para Empresas:

·         A Caixa dará apoio às micro e pequenas empresas, com redução de juros de até 45% nas linhas de capital de giro, com taxas a partir de 0,57% a.m.

·         Disponibilização de carência de até 60 dias nas operações parceladas de capital de giro e renegociação

·         Disponibilização de linhas de crédito especiais, com até seis meses de carência, para empresas que atuam nos setores de comércio e prestação de serviços, mais afetadas pelo momento atual

·         Linhas de aquisição de máquinas e equipamentos, com taxas reduzidas e até 60 meses para pagamento

 

Apoio às Micro e Pequenas Empresas:

 

·         Linha de capital de giro para manutenção da folha de pagamento das empresas

·         Parcerias para ampliação das linhas de crédito (cadeia produtiva, fornecedores etc.)

·         Antecipação de recebíveis de cartões com taxas reduzidas

·         Parceria com SEBRAE e CAIXA para apoio às MPEs – linha de crédito para micro e pequenas empresas e atuação do SEBRAE com crédito assistido aos clientes.

 

Suspensão do Recolhimento do FGTS:

 

·         Suspensão do recolhimento do FGTS em março, abril e maio de 2020, em atendimento à MP 927/20

·         Até R$ 25,5 bilhões de recolhimento podem ser suspensos

·         Parcelamento dos meses não recolhidos em até 6 vezes

·         Prorrogação da validade do Certificado de Regularidade do FGTS por 90 dias

A CAIXA orienta que os empregadores que quiserem suspender o recolhimento do FGTS das competências de março, abril e maio de 2020, sem a cobrança de multa e encargos, devem declarar as informações dos trabalhadores via SEFIP. Os Certificados de Regularidade do FGTS – CRF vigentes em 22/03/2020 ficam prorrogados automaticamente por 90 dias. Já o recolhimento das competências suspensas será dividido em seis parcelas e a primeira parcela vence somente em 07 de julho de 2020. A suspensão do recolhimento não impede a emissão do CRF.

 

 

Ações para Pessoas Físicas:

·         Possibilidade de pausa de até 60 dias nas operações parceladas de crédito pessoal

·         Ampliação das linhas de crédito consignado, incluindo as linhas para aposentados e pensionistas do INSS com as melhores taxas do mercado

·         Redução de taxa de juros nas linhas de crédito pessoal (crédito consignado a partir de 0,99% a.m., penhor a partir de 1,99% a.m. e CDC a partir de 2,17% a.m.

·         Disponibilização gratuita do cartão virtual de débito Caixa aos mais de 100 milhões de correntistas e poupadores, que possibilita compras online nos sites de e-commerce de forma prática e segura. O cliente pode habilitar o uso do cartão diretamente no Internet Banking CAIXA

·         Renovação do contrato de penhor diretamente no site da CAIXA e canal Telesserviço, evitando a necessidade de o cliente comparecer à uma agência bancária

Habitação:

·         Para contratos habitacionais de pessoa física, os clientes poderão solicitar a pausa estendida de até duas prestações pelo APP Habitação CAIXA, sem a  necessidade de comparecimento às agências

·         Empresas poderão solicitar pausa estendida de até duas prestações em seus contratos habitacionais

Caixa Hospitais:

 

·         Liberação de R$ 3 bilhões em orçamento em linhas destinadas a Santas Casas e Hospitais Filantrópicos que prestam serviço ao SUS, para reestruturação de dívidas e novos recursos

·         Taxa de juros de 0,80% a.m. para prazos de até 60 meses (redução de 14%)

·         Taxa de juros de 0,87% a.m. para prazos de até 120 meses (redução de 23%)

·         Prazo de pagamento de até 120 meses e carência de até seis meses

 

Atendimento aos clientes:

Para minimizar os riscos de contaminação e exposição dos nossos clientes ao vírus COVID-19, a CAIXA recomenda a utilização dos canais digitais como Internet Banking, App CAIXA e terminais de autoatendimento.

As agências da CAIXA passaram a funcionar em horário diferenciado,  das 10h às 14h, e restrito apenas aos casos que não podem ser tratados pelo atendimento telefônico ou pelos aplicativos do banco para celular e demais serviços digitais. A medida reforça as ações para melhorar a segurança de todos os clientes, colaboradores e parceiros da CAIXA no contexto da pandemia de COVID-19.

O banco está realizando a abertura antecipada em 1 hora de 1.619 agências, exclusivamente para os atendimentos de clientes de grupo de risco.

Atendimento via WhatsApp e Agência Digital

A CAIXA orienta seus clientes a acessarem os serviços do banco por meio dos canais digitais e de telesserviço. Além de acesso à movimentação bancária através da internet e celular, a CAIXA reforçou o atendimento em canais remotos, como a Agência Digital, Telesserviço e WhatsApp.

Os clientes da CAIXA já podem ser atendidos para serviços selecionados pelo WhatsApp CAIXA, através do número 0800-726-8068. Utilizando o CPF, o cliente pode contatar a CAIXA para atendimento dos serviços do pacote de medidas disponibilizadas pelo banco, como o pedido de renegociação de dívidas, renovação de contratos de Penhor e solicitação de pausa de até 60 dias nas parcelas de empréstimos comerciais e habitacionais.

Também já está via WhatsApp o atendimento da Agência Digital para todos os clientes correntistas e poupadores da CAIXA. Através da digitação da agência e número da conta o cliente será direcionado para atendimento na sua agência de forma remota.

Serviços disponíveis no Internet Banking CAIXA – Internet e celular

cid:image004.jpg@01D609BD.686F93A0

Serviços disponíveis no WhatsApp e Agência Digital

cid:image005.jpg@01D609BD.686F93A0

O banco ampliou, ainda, o rol de serviços disponíveis em aplicativos para acesso a informações e transações de cartões de crédito, FGTS, benefícios sociais e habitação.

cid:image006.jpg@01D609BD.686F93A0

Entrada e saída nas agências:

O fluxo de pessoas no interior das agências está limitado a, no máximo, 50% da capacidade dos assentos das unidades, para que seja possível manter a distância de no mínimo 1 metro entre as pessoas. Empregados da CAIXA podem utilizar equipamentos de proteção no atendimento.

A CAIXA também disponibilizou verba exclusiva para as unidades adquirirem produtos que auxiliam na prevenção, e solicitou a intensificação de limpeza de suas unidades.

Ações internas:

Os empregados do banco que estão grupo de risco foram liberados para o trabalho remoto. Grávidas, pessoas com mais de 60 anos, imunossuprimidos, diabéticos, portadores de doenças cardiovasculares ou pulmonares e em tratamento de câncer, estão desempenhando suas atividades de casa.

As reuniões, pontos de controle e treinamentos presenciais foram substituídos por chats, vídeos ou audioconferências.

A CAIXA adotou, no final de fevereiro, ações de prevenção e orientação aos empregados e clientes sobre o COVID-19. Todos os empregados do banco receberam e-mail corporativo com orientações baseadas nas diretrizes divulgadas pelo Ministério da Saúde. Além disso, o banco disponibilizou materiais como cartilha e FAQ no Portal do Empregado, com esclarecimentos sobre o tema.

O banco continua acompanhando a situação, a fim de avaliar medidas futuras que podem ser tomadas em decorrência da evolução dos acontecimentos.

A CAIXA anunciou no dia 26/03 uma série de medidas para ajudar a combater o efeito do novo coronavírus na economia e reforçar a liquidez:

·         Reforço de R$ 33 bilhões na economia, totalizando R$ 111 bilhões em recursos para o combate aos efeitos da pandemia;

·         Novas Reduções das Taxas de Juros

·         Aumento da Pausa do Pagamento

·         Financiamento a Estados e Municípios

·         Operacionalização da suspensão do Recolhimento do FGTS

·         Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Reforço de Liquidez na Economia:

 

A CAIXA disponibilizou R$ 33 bilhões adicionais para reforçar a liquidez da economia, totalizando um incremento extra de R$ 111 bilhões em decorrência dos impactos do coronavírus – outros R$ 78 bilhões foram anunciados na semaa anterior. Os recursos serão disponibilizados para capital de giro, compra de carteiras, crédito para Santas Casas, além do crédito agrícola.

cid:image008.jpg@01D609BD.686F93A0

Reduções das Taxas de Juros:

A CAIXA diminuiu as taxas de juros do cheque especial Pessoa Física (PF), parcelamento de fatura do cartão de crédito, capital de giro, CAIXA Hospitais, CDC e penhor.

Os empréstimos CAIXA Hospitais passam de 0,96% a.m. para 0,80% a.m. (redução de 16,7%); no CDC, de 2,29% a.m. para a partir de 2,17% a.m. (queda de 5,2%); e, no penhor, de 2,10% a.m. para 1,99% a.m. (redução de 5,2%). Já no Crédito Rural, as taxas reduzidas são a partir de 3,9% para Pessoas Físicas e a partir de 3,7% para Pessoas Jurídicas. No caso do capital de giro, a taxa máxima era de 2,76% ao mês e passa a ser de no máximo 1,51% ao mês. Para estas linhas, as condições já estão em vigor.

No cheque especial PF, para clientes com salário na CAIXA, as taxas que são de 4,95% a.m. cairão para 2,90% a.m. (redução de 41,4%); o parcelamento de fatura do cartão de crédito que é na média 7,7% a.m., passará a ser a partir de 2,90% a.m. (redução de 62,3%). As condições especiais do Cheque Especial e Cartão de Crédito serão válidas por 90 dias a partir de 01/04/2020.

Aumento da Pausa do Pagamento de 60 para 90 dias nas Operações de Crédito:

 

·                    Crédito Pessoa Física

·                    Crédito Pessoa Jurídica

·                    CAIXA Hospitais

·                    Crédito Habitacional Pessoa Física e Pessoa Jurídica

 

Como solicitar as pausas:

 

CDC e Crédito Pessoal: Os clientes interessados devem acessar o site www.caixa.gov.br/caixacomvoce e selecionar a opção desejada a partir de 31/03/2020.

Parcelamento de faturas do cartão de crédito: É possível solicitar o parcelamento com taxas reduzidas por meio do App Cartões CAIXA ou por meio das Centrais de Atendimento dos cartões de crédito. Cartões Azul, Nacional, Internacional, Gold e Mais: 4004 9009 (capitais e regiões metropolitanas), 0800 940 9009 (demais localidades); cartões Platinum, Grafite, Visa Infinite, MasterCard Black e Elo Nanquim:  4004 9001 (capitais e regiões metropolitanas), 0800 940 9001 (demais localidades).

Contratação de CDC e Cheque Especial: essas operações podem ser realizadas com taxas reduzidas também no portal CAIXA Com Você. Outros canais disponíveis são o Internet Banking (para cheque especial e CDC); 0800 726 0505, opção 2 para CDC.

Pausa no Giro CAIXA Fácil e Crédito Especial Empresa: também deve ser realizada por meio do portal.

Contratação Giro CAIXA Fácil: Pode ser solicitada no Internet Banking ou no telefone 0800 726 0505, opção 2.

Pausa no Crédito Imobiliário: a partir de agora, poderá ser solicitada pausa emergencial de até três prestações para financiamentos habitacionais e Crédito Imóvel Próprio (Home Equity) sem sair de casa, por meio do aplicativo Habitação CAIXA, dos telefones 3004-1105 e 0800 726 0505, opção 7.

Para pausa no financiamento habitacional Pessoa Jurídica é necessário contatar o gerente de relacionamento para realizar a solicitação. A possibilidade de pausa emergencial nos financiamentos habitacionais Pessoa Física ou Pessoa Jurídica vale para contratos que estejam adimplentes ou com até dois encargos em atraso, exceto para os casos em que o cliente esteja utilizando o FGTS para pagamento das prestações mensais. Para os contratos com mais de 2 encargos em atraso são disponibilizadas alternativas de renegociação através dos canais de telesserviço ou de contato com o gerente de relacionamento. Todos os clientes que solicitaram anteriormente a pausa emergencial terão a interrupção alterada automaticamente para três encargos e receberão um SMS confirmando a mudança, não sendo necessário efetuar novo pedido.

A CAIXA registrou, até o dia 26 de março, mais de 722 mil pedidos de pausa do crédito imobiliário.

Financiamento a Estados e Municípios:

 

A CAIXA aumentou ainda o volume de empréstimos para os Estados e Municípios, como o Financiamento à Infraestrutura e Saneamento Ambiental (FINISA), uma das linhas mais procuradas pelas entidades públicas, e os financiamentos com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O limite foi aberto no dia 02 de março e, em apenas 15 dias, foram contratados R$ 3,35 bilhões (246 operações com 195 tomadores). Ainda estão em estudo na CAIXA 324 operações de financiamento, um total de R$ 5,16 bilhões.

Também para estimular a economia nacional, a CAIXA disponibiliza assistência técnica gratuita que acompanha e orienta o ente na equacionalização da sua saúde financeira para que possa retomar condições de financiamento.

 

Mais informações:

Twitter.com/caixa
Facebook.com/caixa
Instagram.com/caixa
Youtube.com/user/canalcaixa
Telelefone – 0800 726 8068

Assessoria de Imprensa da CAIXA (19)99806.3003
caixanoticias.caixa.gov.br | @caixa