NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS

Artigo: Descontinuidade dos emissores gratuitos da Nota Fiscal Eletrônica


Publicado em 05/09/2016

A partir de janeiro de 2017, obrigatoriamente, as organizações deverão contratar um software de gestão

 

 A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo – SEFAZ/SP informou que a partir de janeiro de 2017, os aplicativos gratuitos para emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) serão descontinuados.

 

            A notícia ratifica o antigo discurso dos contadores a seus clientes, desde que a Nota Fiscal Eletrônica e o Sistema Público de Escrituração Digital – SPED foram implementados no país, ou seja, de que a empresa não sobreviverá desprovida de um sistema ERP ou software de gestão.

 

            Nesse contexto, as organizações mais afetadas são aquelas de pequeno porte que utilizavam o sistema gratuito concedido pela SEFAZ/SP. Para estas, a redução de custos justificava a falta de investimento em um software de gestão que contemplasse a emissão de notas fiscais.

 

            Em que pese à decisão do Fisco Estadual possa representar custo para estas empresas, este também pode ser o momento de melhorias nos seus controles fiscais e tributários. Com um software de gestão totalmente integrado, a empresa pode melhorar suas rotinas administrativas e financeiras, reduzir custos pela falta de monitoramento de seus processos, especialmente no que se refere ao controle de estoque, bem como possuir informações mais precisas e confiáveis para aplicá-las no processo decisório da empresa, minimizando riscos para seu negócio. Neste mesmo sentido, vislumbra-se a possibilidade das informações e arquivos eletrônicos serem integrados aos sistemas contábeis, o que permitirá aos contadores atender de forma mais efetiva a legislação, dirimindo inconsistências passíveis de questionamento pelo Fisco e atuando de forma mais consistente ao apresentar uma contabilidade mais fidedigna, como ferramenta de gestão para seu cliente.

 

            Problemas para uns, oportunidades para outros. As softwares houses, por sua vez, têm uma excelente oportunidade para inovar seus produtos oferecendo sistemas dentro de uma plataforma mais simplificada e totalmente integrada com outros processos da organização, tudo isso a um custo acessível para atender esses pequenos clientes.

 

            Fato é que a paralização dos serviços gratuitos para emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) foi a cereja do bolo para que a empresa minimente contrate um sistema de gestão para emissão de documentos fiscais, possibilitando geração de faturamento e continuidade de suas atividades. Está aí, portanto, a oportunidade para o empresário profissionalizar seu negócio, buscando um sistema de gestão que atenda as demandas de sua empresa com controles precisos, integrados e confiáveis.

 

 

Luiz Angelo Sabbadin é contador, advogado e diretor da Semcon Contabilidade, parceira do Simespi