search

Mudanças no manual de FMEA

27 de agosto de 2019


O manual do FMEA foi revisado com a sustentabilidade da cadeia de suprimentos automotiva em mente

 

Por que o Manual do FMEA foi revisado? O manual do FMEA foi revisado com a sustentabilidade da cadeia de suprimentos automotiva em mente. O objetivo do desenvolvimento do novo Manual AIAG-VDA FMEA 1ª Edição é aplicar uma metodologia mais robusta para abordar os riscos do processo de fabricação e de produtos, considerando as complexidades de múltiplos requisitos específicos e regulamentares de OEMs (OEM-Original Equipment Manufacturer, ou “Fabricante Original do Equipamento) , e as expectativas das demandas dos consumidores por produtos melhores e mais inovadores. Os manuais de FMEA da AIAG e da VDA foram harmonizados em uma publicação conjunta para levar em conta esses fatores.

Este novo método do FMEA é descrito em um único manual co-protegido por direitos autorais que utiliza as melhores práticas da AIAG e da VDA usando uma abordagem orientada a processos para desenvolver FMEAs de Projeto e de Processo que atendam aos requisitos de ambos os grupos do setor. Portanto, a aplicação do Manual AIAG-VDA FMEA 1ª Edição permitirá que os fornecedores tratem efetivamente dos riscos técnicos durante o processo de Desenvolvimento de Produto e de Processo, desenvolvendo DFMEA e PFMEA robustos, precisos e completos que atenderão às necessidades de todos os clientes.

A mudança mais notável no Manual AIAG-VDA FMEA 1ª Edição é sua nova abordagem para o desenvolvimento do FMEA: a Abordagem 7 Passos. Ela fornece uma estrutura para documentação de riscos técnicos de maneira precisa, relevante e completa. Essa nova estrutura é precisa devido ao uso de termos técnicos para descrever os modos de falha e suas causas potenciais. É relevante porque os efeitos da falha descrevem as consequências técnicas das falhas. Por fim, ela está completa por causa do uso da abordagem de elemento foco de nível superior/de nível inferior, permitindo uma análise abrangente dos riscos.

Benefício:

A Abordagem 7 Passos é mais estruturada e altamente instrumental para aumentar a eficácia e a eficiência de uma equipe multidisciplinar:

  • Mais riscos podem ser tratados de maneira abrangente
  • Análises multidisciplinares do FMEA tornam-se “reflexões técnicas dirigidas” envolventes em vez de um “brainstorm sem foco”, evitando uma atitude de desencorajamento relacionada ao FMEA
  • Permite que a gestão superior compreenda e analise as ações e recursos necessários para mitigar os riscos técnicos

 

Fonte: www.iaction-plexus.com.br e www.aiag.org

 

 

 

 

Francisco Jesuíno Fernandes Junior é auditor da ABNT e consultor da Qualidade do Simespi